sexta-feira, 1 de outubro de 2010

"Mas quando paro e me apóio em uma balaustrada para admirar o pôr-do-sol, acabo pensando um pouco demais, e meus pensamentos se tornam sombrios, e é entao que as duas me encontram.
Aproximam-se de mim, silenciosas e ameaçadoras como detetives particulares, e me cercam - a Depressão pela esquerda, a Solidão pela direita. Sequer precisam me mostrar seus distintivos. Eu as conheco muito bem. Ha anos que temos brincado de gato e rato. Embora eu reconheca que estou surpresa por encontrá-las neste elegante jardim italiano ao entardecer. Elas nao combinam com este lugar.
(...)
Quando se está perdido na selva, algumas vezes é preciso algum tempo para voce se dar conta de que está perdido. Durante muito tempo, voce pode se convencer de que só se afastou alguns metros do caminho, de que a qualquer momento irá conseguir voltar para a trilha marcada. Entao a noite cai, e torna a cair, e voce continua sem a menor ideia de onde està, e é hora de reconhecer que se afastou tanto do caminho que sequer sabe mais em que direção o sol nasce."
(Comer, Rezar, Amar - Elizabeth Gilbert)

Published with Blogger-droid v1.4.7

Um comentário:

Juliana. disse...

..é preciso encontrar-se interiormente! Acredito! Um beijo minha querida Ju!