sábado, 31 de agosto de 2013

- estamos perdidos;

você chega num ponto onde discorda de tudo
e o gosto da água não mata a sede,
o cigarro não baixa a pressão que o mundo te faz,
você não sente fome
nem vontade de viver.
você não entende que se dormir
você perde o jogo pro pior demônio,
que se obedecer as placas
você não chega a lugar algum.
tudo é falta de direção,
de sentido e na verdade
nem bukowski sabia:
estamos perdidos.

(john)

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

- para a vida;


a sua irritação não solucionará problema algum. 
as suas contrariedades não alteram a natureza das coisas. 
os seus desapontamentos não fazem o trabalho que só o tempo conseguirá realizar. 
o seu mau humor não modifica a vida. 
a sua dor não impedirá que o sol brilhe amanhã sobre os bons e os maus. 
a sua tristeza não iluminará os caminhos. 
o seu desânimo não edificará ninguém. 
as suas lágrimas não substituem o suor que você deve verter em benefício da sua própria felicidade. 
as suas reclamações, ainda mesmo afetivas, 
jamais acrescentarão nos outros um só grama de simpatia por você. 
não estrague o seu dia. 
aprenda a sabedoria divina, a desculpar infinitamente, construindo e reconstruindo sempre. 
para o infinito bem!

 - Chico Xavier  

terça-feira, 13 de agosto de 2013

- medo;

a verdade é que eu sempre tive medo.
quando te conheci eu tive medo porque sabia que você teria sido uma daquelas pessoas
que eu teria medo de perder.
tive medo quando entendi que por você eu estava pronta a arriscar tudo e de novo.
eu tive medo quando comecei a perceber que você estava frequentemente em tudo.
no que eu dizia, fazia, ouvia e via.
as belas coisas da vida me dão sempre medo.

domingo, 4 de agosto de 2013

- não combater não quer dizer desistir;

a melhor coisa a se fazer é não combater. 
deixar pra lá.
não procurar sempre de ajeitar as coisas.
não combater não quer dizer desistir.
não faça aquilo que você tem vontade. 
faça aquilo que você não quer fazer.
faça aquilo que você não foi treinada para fazer.
faça as coisas que mais te assustam.

sábado, 3 de agosto de 2013

- mas este nosso amor é como música;


nós ficamos na lua ao meio-dia. ida, só ida, sem nunca retornar.
e fizemos planos para um novo mundo.

nos exploramos bem profundo,
mas ainda existe algo que não sei de você.

no centro do seu coração, o que existe?

eu sei que já aconteceu, que outros já se amaram, não é uma novidade.
mas este nosso amor é como música que não pode acabar nunca.
nunca. nunca.

(Come musica - Jovanotti)

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

- os nossos sinais de fumaça nestes anos de incêndio;

nossas falsas partidas, os meus estupores improvisos;
seu "sex and the city", o meu filme com tiros;
os nossos sinais de fumaça nestes anos de incêndio;
só o amor continua e todo o resto é jogo.
os seus silêncios que cariciam as minhas distrações;
te reencontrar quando você sem abandona;
o nosso imenso amor que você não pode narrar e que de fora parecera normal;

eu sei que já aconteceu, que outros já se amaram, não é uma novidade.
mas este nosso amor é como música que não pode acabar nunca.
nunca. nunca.


(Come musica - Jovanotti)

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

- a minha parte da cama nesta parte da vida;


os seus grandíssimos sonhos, os meus despertares distantes; 
nossos olhos que se tornam mãos.
sua paciência de pérola, as minha teorias sobre o amor despedaçadas pelo teu perfume bom;
seu espelho embaçado, o meu dia ruim;
a minha parte da cama nesta parte da vida;
sua respiração que me acalma se tivermos o apoio do coração;
a nossa história que não conhece fim.

eu sei que já aconteceu, que outros já se amaram, não é uma novidade.
mas este nosso amor é como música que não pode acabar nunca.
nunca. nunca.

(Come musica - Jovanotti)