segunda-feira, 19 de setembro de 2005

- é pra você mesmo, seu idiota;

ei, você, que nos últimos 4 anos nunca me escutou, presta atenção numa coisa: você é egoísta demais pra pensar que alguém pode sofrer por você, porque na verdade você não tá nem aí pra ninguém(além de você mesmo, claro).
você nunca acha que esse seu jeito de excluir as pessoas que tem amam da tua vida não machuca, mas presta atenção, isso mata, sabia? dói. destrói. eu sei bem como é.
não sei se você já percebeu, mas as pessoas se machucam, as pessoas choram e diferente de você, existem pessoas sinceras e capazes de amar. dá pra acreditar? chocante né?!
mas um dia, talvez tarde demais para mudar o que você fez, quando você estiver sozinho e sentir uma pontada de solidão(ou saudade) no coração; ou sentir como se a sua vida fosse um entardecer cinza e nublado, quando você olhar pela janela e não ver "vida", não ver um "futuro", aí sim você vai entender o que é se sentir sozinho. e vai ver como você foi estúpido e egoísta.
é deplorável, meu querido.
e você sabe que eu não tô falando por mim, 'cause you know honey eu tenho uma capacidade incrível de abafar qualquer tipo de manifestação de sentimento por pessoas como você, que merecem pouco mais do que meu mínimo de respeito.
mas repare, tá acontecendo de novo. será que o problema está em você? ou está nas outras pessoas, que por sinal, são bem distintas?
daí quando você acordar e ver o que se passa, me avise, só pra eu me gabar mais por ter sempre razão em relação a você. ;)
e mais uma coisa: escuta quem te ama(que não sou eu), ela pode ter razão.

domingo, 5 de junho de 2005

- coisas que não te direi;

um novo recorde para mim.
em uma viagem de quase três horas e tudo que eu penso é VOCÊ. pra falar a verdade, tô me sentindo uma estúpida por tudo o que eu fao e sinto por você. tudo em vão. eu luto, nunca desisto, pelo menos não até agora
nessa minha viagem eu nem dormi, nem vi o tempo passar. preocupação? a única era ter você comigo.
nessas quase 2 hroas eu pensei só em você, na saudade que você deixou, na falta que você faz aqui do meu lado, no vazio enorme que ficou no meu coração que você foi embora.
você mexeu comigo em todos os sentidos. tinha tempo que não me sentia assim.
e durante a viagem, imaginei também a minha vida junto da sua, NOSSA vida.
agora que posso, queria lutar(mais) pelo seu amor, mas acho que talvem nem vale a pena.
o que você acha disso? queria saber o que você pensa disso tudo.
lembro quando te vi pela primeira vez: se eu não me engano era uma sexta-feira, tinha tocado o sinal que iria começar a terceira aula. eu tinha aula do juliano, aí você apareceu na porta. colocou moral na zona que tava na sala e quando todo mundo sentou, você falou: "obrigado" e saiu. lembra disso? eu pensei: "que cara louco".
você nem imaginam, mas eu odiava você quando você apareceu por lá, no segundo semestre. eu te odiava porque você roubou o lugar de alguém que eu gostava. gostava não, admirava (pela beleza). mas com o tempo, com suas brincadeiras engraçadas, com a sua graúna, fui aprendendo a gostar de você. (...)
nem sei se você sabe o tanto que eu gosto de você.
eu tento te mostrar, mas eo medo de você ir embora de novo? e ver que tudo não valeu a pena de novo? estou sempre sorrindo, como se tudo estivesse bem, mas lá dentro tá tudo apertado de saudade. e eu finjo, tento disfarçar a falta que me faz você, fico sufocando tudo.
mata-me esse sufocar.
eu tento disfarçar para os outros que está tudo bem, que tudo já passou, mas ás vezes penso que não vou mais aguentar viver assim(longe de você), e tenho vontade de gritar pra todo mundo que eu ainda gosto de você e que eu sou ridícula de acreditar na gente ainda.
e pensar que isso tudo começou com a troca de um simples pedaço de papel com um email.
sente falta do meu "sorriso misterioso"? vem me ver. ele te espera. (...)
um dia, eu espero, ouvir da sua boca tudo o que eu quero te dizer da minha.

sexta-feira, 13 de maio de 2005

- sunday morning;

and I would glad hit the road,
get up and go if I knew that someday
it would lead me back to you.
(sunday morning - maroon 5)

terça-feira, 22 de março de 2005

além do mais você é burro
e nunca vai entender nada
que esteja fora de sua cerca
e de sua vida limitada.

atraso de vida!!!

me relacionar com você
não me acrescenta nada.
não tenho nada pra aprender
com alguém conformado.
você faz piadas ridículas
e eu cansei de te satisfazer
rindo só pra não te dar um soco
e mostrar o que penso de você.

quinta-feira, 17 de março de 2005

- mentiras;

mentira se eu disser que não penso mais em você.
mentira se eu disser que não espero um sinal seu.
um recado, uma carta, um telegrama qualquer.
mentira se eu disse que nem a sua falta eu sinto.
mas isso não importa. são apenas mentiras.



e falando em mentira, tem coisas que eu sei que vão se tornar mentiras exatamente pelo falo de existir uma palavra no meio... qualquer coisa que inclua essas palavras: sempre, nunca, daqui a pouco e prometo. tem outras, mas essas são as principais... depende de quem falar, talvez eu acredite! mas geralmente nãããão acredito mesmo!
nada é pra sempre, mesmo porque nem a gente vive pra sempre e pra sempre é uma coisa complexa demais pra se pensar...
nunca diga nunca. nunca exclui qualquer hipotese, o que é absurdo. o curso da vida é imprevisível(em partes).
daqui a pouco, já falei antes, no meu ponto de vista se resume em "vou esquecer".
prometo, ah, não promete não! não vai cumprir mesmo!

quarta-feira, 16 de março de 2005

- ah é?

essa semana eu acho que tô muito nervosinha, mas também, acontece cada palhaçada... primeiro o meu colégio pra falar a verdade não é mais um colégio, é uma máquina de fazer dinheiro. terça feira fui tentar assistir uma aula de química, mas nem teve jeito de entrar na sala porque a querida tia oscalina marcou essa aula para todos os 6 terceiros de uma vez. uma média de 300 alunos. será que ela queria colocar todo mundo numa sala só? então por esse motivo amanhã eu a thamyris vamos acampar na porta da sala. outra coisa idiota daquele colégio é o jeito novo de calcula as médias. sem lógica. hunf.

e tem também certas atitudes de algumas pessoas que são, ai, as piores.
é horrível quando você liga pra uma pessoa e pessoa diz: "não posso fala com você agora porque EU TÔ VENDO NOVELA, daqui a pouco te ligo." mas todo mundo sabe que ela não vai ligar mesmo.
foda-se você também. e sabe, nem vem dizer que eu não tenho personalidade, porque com certeza sou bem mais original que você! hunf. revoltei agora.

ruim quando a gente sabe que tá atrapalhando alguma coisa não é? já sentiu isso também?
ruim também é sentir que se está fazendo uma coisa errada e que vai dar no mesmo lugar de sempre, mas nem assim mudar o caminho. acho que isso é burrice, né Juliane?

pra ser sincero
não espero de você mais do que educação
beijos sem paixão, crimes sem castigo
aperto de mãos, apenas bons amigos
pra ser sincero
não espero que você minta
não se sinta capaz de
enganar
(...)

domingo, 13 de março de 2005

- erra uma vez;

nunca cometo o mesmo erro
duas vezes
já cometo duas três
quatro cinco seis
até esse erro aprender
que só o erro tem vez
(Paulo Leminski)


P.S.: se o seu time perde um jogo, eu garanto que isso não é culpa minha!

sexta-feira, 11 de março de 2005

- daqui a pouco;

daqui a pouco o caramba!!!!
eu odeio quando alguém fala que "daqui a pouco" faz sei lá o quê!!
mentira!
repara que quando alguém fala: daqui a pouco eu te ligo, ela não liga!
daqui a pouco eu te ajudo..., mentira também porque a pessoa vai esquecer!
e o tanto que eu ODEIO ficar esperando o "daqui a pouco"?
se você falar pra mim que daqui a pouco faz alguma coisa pra mim, pode deixar então porque eu faço sozinha! ou agora ou nunca!!!!!
odeio esperar alguem fazer alguma coisa pra mim! hurg! cumulo da incapacidade!!!!
um porre!!

quinta-feira, 10 de março de 2005

- how dare you say that my behavior is unacceptable?

ah, que dia eu não tenho razão sobre todas as coisas loucas(algumas pessoas dizem que sou louca) que eu falo?
sou até melhor que a mãe Diná! hehehe! na verdade, é fácil, tem coisas na vida tããão previsíveis... certo?
sabe quando alguém te critica tanto, reclama tanto de você ou porque você demais ou faz de menos? e na verdade essas pessoas são tão egocêntricas que nem olham pra elas pra reparar que elas também não fazem nada do que exigem! e nem percebem que com o tempo, elas também mudaram! óbvio! todo mundo muda, o tempo todo! dhãr!!
tem espelho não gente? um saco quando as pessoas ficam falando: "ai, mas você não era não assim...", pois é, não era, agora sou! "olha a fulana, por que você não é igual ela? blá blá...", pois é, problema dela! nem tenho vontade de ser igual a ninguém!
eu sei que eu mudei! claro que eu mudei! as experiências do dia a dia nos fazem mudar... você me fez mudar! as coisas que você fez me fez mudar, de algum modo.
digamos que eu sou de fases... tem dias que eu sou um poço de carinho e bondade, mas esses dias são raros. tem dias que eu tô alegre, animada e totalmente espontânea. outros dias é melhor você nem olhar pra mim com cara feia porque eu choro!!!! ou então, nem olhe pra mim porque eu te bato! mas se você nao me olhar eu também te bato! hehehe!
coitado de quem me aguenta! eu sou muito chata! e esquisita, claro!!!!
vai ver que é por isso que eu digo que sou mais eu sozinha. do mesmo jeito que eu não tenho muito saco pra aguentar a instabilidade das pessoas, eu enjoo, eu fico irritada, acho que as pessoas também devem se sentir assim em relação a mim. será? o.O
e pra falar a verdade, eu sei que faço um tanto de coisa errada, mas e daí? e daí se eu sou meio estranha? e daí que eu sou instavel? e daí que eu sou fechada? e daí se eu sou na minha?
ah, posso ser um tanto de coisa ruim, mas pelo menos sou original no meu modo estranho de ser e tô nem ligando pro que você pensa de mim! e pra compensar o meu lado horrível, eu sou legal, as vezes. acho que deve ter alguém por aí que sabe que eu nem sou tão ruim! quando eu gosto da pessoa eu nem meço esforços pra ver essa pessoa feliz, né Felipe?
e depois de eu me desdobrar em mil parte e a pessoa não estar nem aí, eu desisto, e aí, a pessoa vem reclamar... ah, que isso! olha pra você antes de falar de mim!!!!!
então se algum dia eu SUMIR de repente, sem dar notícias, não se preocupe. faz parte da minha personalidade. um dia eu reapareço!
e mais uma coisa, pode me chamar do que quiser: grossa, egoista, nervosinha, megera, fria, calculista, gorda, qualquer coisa, mas por favor, NUNCA me compare ou me peça pra mudar!

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2005

- num laço de fita;

não sabes criança?
'stou louco de amores...
prendi meus afetos, formoza Pepita.
mas onde?
no templo,
no espaço,
nas névoas?
não rias, prendi-me...
num laço de fita.
(castro alves)