sábado, 8 de janeiro de 2011

- o melhor amor pelo melhor amigo;

Era uma vez:
em 2009 alguém apareceu na minha vida. a gente não sabe como, mas a gente já se conhecia. talvez de alguma noitada bêbada de pegação. brincadeira.
e ele sempre me ouviu com tanta atenção. sempre me deu conselhos(mesmo que eu não seguisse). sempre me ligava só pra saber como eu estava. ficavamos noites e noites no msn falando sobre a vida. na época em que nos conhecemos eu e ele estávamos passavamos por momentos difíceis. sabe aquela pessoa que você pode falar sobre qualquer assunto que ainda assim ela te escuta e te responde? então, é ele. sempre brincávamos de nos chamar de amor e xuxu. pra minha família e para a família dele já existia algo a mais. eu não vou negar que eu tinha uma curiosidade imensa de beijar aquela boca linda...
na virada do ano de 2009 para 2010 a primeira mensagem que eu mandei foi pra ele. os dias que ele sumia da internet, eu sentia falta. com o tempo ele se tornou tão presente em mim que era automático falar dele e pensar nele como se tivéssemos sido amigos sempre.
lembro que em abril de 2010 eu estava em caldas novas (bêbada) e ele me ligou. e eu disse que iria levar ele lá comigo e meus amigos um dia. então dia 03 de agosto de 2010 recebi um sms dele dizendo: "não pára mais em casa não?". e de fato eu estava numa semana de pura gandaia. e eu possivelmente perguntei quando ele queria que eu conectasse e logo ele me mandou um sms que me deixou sem ar: "quando você quiser amor. manda DM que eu entro! após as 13hr daí, claro. hehe! mas amor, não me aguento e darei a notícia agora: vou praí! :P".
depois do meu momento sem ar, respondi perguntando quando e fazer o que aqui. adivinha o que ele me disse? "te ver. fim do mês!". a partir daí eu passei a viver ansiosa esperando ele chegar.
ele chegou e infelizmente nos primeiros dias eu não pude dar a atenção que ele merecia. o dia que ele me ligou dizendo que estava aqui eu fiquei tão feliz, mas tão feliz que eu quase larguei o pessoal na pizzaria e fui encontrar ele. então numa terça-feira, 24 de agosto, saí do meu trabalho cansada e desarrumada, corri pra casa, chamei meu irmão e minha cunhada e fomos tomar um açaí. bom, era a primeira vez que estavamos todos juntos mas foi tão natural. ele se deu muito bem com meu irmão logo de cara. tanto que ao deixarmos ele em casa meu irmão disse: "gente boa esse seu amigo". depois deste dia passamos a nos falar ainda mais.
na sexta-feira fizemos uma festinha na minha casa. rá, ele conheceu minha família. ele ficou trêbado. tentou me beijar. ficava me abraçando. ah, ele ainda queria fazer um acordo comigo: casarmos daqui uns anos. coisa de doido, né?
no dia seguinte decidimos ir pra uma boate. e ele tava lindo.
em algum momento lá na boate eu vi ele conversando com uma menina ruiva, me bateu uma pontada de ciúmes. foi aí que eu parei e pensei: OPA! tem alguma coisa acontecendo.
então fui ao banheiro com a minha cunhada e contei pra ela o que tava acontecendo e por incrível que pareça ela me disse VAI EM FRENTE.
foi assim que, com a desculpa de ir buscar gelo, nos afastamos de todo mundo. ao descermos as escadas ele segurou meu braço e me puxou pra perto dele. nessa hora não ouvia mais a música, não via mais as pessoas ao redor. e aconteceu o melhor beijo do mundo. a cada segundo eu rezando pra ele beijar mal ou que fizesse qualquer coisa que nao me permitisse gostar (mais) dele. impossível. ele fez tudo direito.
a partir daí ficamos juntos todos os dias. viajamos. passamos uma noite olhando o céu lindo e estrelado. lembra que em abril eu disse que o levaria para caldas novas com a galera? então. fomos também. ele passou a frequentar minha casa. na verdade, ele já era da família.

tudo bem que ele me enrolou mais de um mês até me pedir em namoro... acontece que desde o começo a gente se sentia em um "relacionamento". foi muito natural me apaixonar... amar ele. ele já era parte de mim. só mudou que agora ele está mais presente. ele me apresentou um amor que eu não sabia que existia. eu gosto da forma como ele me ama, da forma que ele cuida de mim, da forma que ele se preocupa comigo(mesmo que eu não esteja muito habituada com isso ainda).
vivemos dias lindos. mas infelizmente ele teve que ir embora.
e desde então me sinto um pouco perdida. a saudade me consome.
mas tenho a certeza que ele está chegando daqui uns dias e de que, independente, de onde estivermos nós continuaremos juntos.
encontrei no meu melhor amigo o melhor amor do mundo. e não abrirei a mão disso por nada.
eu não poderia ter me apaixonado por alguém melhor que o meu melhor amigo.

3 comentários:

Vitor disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
disse...

Que coisa mais lindaaaa!
Sorte e amor para ambos!

angela menezes disse...

Isso que é amor,que vcs sejam muito felizes.