terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

- tremer;



quanto tempo faz? mais de uma década?
isso ainda dói como se tivesse sido há quatro minutos atrás.
nós simplesmente influenciamos um ao outro completamente.
nós simplesmente machucamos um ao outro mais ainda.

o que você é? meu sangue? você me atinge como se fosse meu sangue.
o que você é? meu pai? você me afeta como se fosse meu pai.

quanto tempo uma garota pode ficar presa a você?
quanto tempo até eu recuperar minha dignidade?
e por quanto tempo uma garota pode ser assombrada por você?
logo eu vou crescer e não vou nem tremer ao ouvir o seu nome.

por onde você esteve? eu soube que você se mudou pra minha cidade.
meu irmão te viu em algum lugar no centro.
eu ficaria paralisada se eu me deparasse com você,
minha língua travaria se nos encontrássemos novamente.

o que você é? meu deus? você me toca como se fosse meu deus.
o que você é? meu gêmeo? você me afeta como se fosse meu gêmeo.

por quanto tempo uma garota pode ser torturada por você?
quanto tempo até eu recuperar minha dignidade?
e por quanto tempo uma garota pode ser assombrada por você?
logo eu vou crescer e não vou nem tremer ao ouvir o seu nome.

então aqui estou eu, a um comodo de distancia de onde eu sei que você está.
um homem bem intencionado me disse que você acabou de entrar.
esse homem não faz a menor ideia do quanto essa informação me afetou,
mas ele sabe a cor do carro no qual acabei de entrar e ir embora.

o que você é? meu parente? você me atinge como se fosse meu parente.
o que você é? meu ar? você me afeta como se fosse meu ar.

(flinch - alanis morissette)

alanis, diva, sempre fazendo parte de mim.

Nenhum comentário: