quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

- da confusão que existe dentro eu não sei mesmo como me proteger;


posso ficar em lugares super barulhentos sem ouvir algum som. 
eu tenho um mecanismo de isolamento acústico na cabeça.
acredito que seja o melhor meio de me proteger do mundo.
e, devo admitir, é um belo mecanismo de fuga, um belo modo de escapar.

pena que possui uma falha imperdoável: 
funciona somente com aquilo que existe fora, e não com aquilo que eu tenho dentro. 

da confusão que existe dentro eu não sei mesmo como me proteger.

Nenhum comentário: