domingo, 12 de julho de 2015

- limites eu deixo para a razão;


Limites eu deixo para a razão. 
Minha alma necessita do impossível para respirar nesta loucura.

Nenhum comentário: